autocad

Os 5 erros mais comuns que mostram que você não é produtivo no AutoCAD

O conhecimento pleno do AutoCAD eleva sua produtividade a níveis que você nunca imaginaria. Será que você é um desenhista produtivo?

Já pensou que você pode não estar usando sua máxima capacidade de desenho no AutoCAD? A produtividade está intimamente relacionada com o meio em que você interage com o software. Entrar em um ambiente de desenhistas e ouvir muitos mouses sendo clicados não significa que ali pode ser uma empresa produtiva. Na verdade, os melhores trabalhos são feitos com poucos cliques.

1. Usar sempre menus ao invés de comandos de atalhos

Ribbon AutoCAD Civil 3D
Ribbon do AutoCAD Civil 3D

É um estilo de trabalhar muito comum dos usuários novos do AutoCAD, sempre que for ativar algum comando, selecioná-los clicando no devido botão localizado na barra superior chamada de Ribbon. Acontece que esse tipo de ação fará com que você perca tempo procurando pelo ícone do botão desejado. Sem contar que as vezes poderá ocorrer de você não encontrar o comando no menu e se irritar jogando seu mouse na parede ou quebrando seu monitor.

É muito mais prático e mais rápido você digitar o comando, ou as iniciais dele que obterá o mesmo resultado de forma prática. Pensando nisso, eu elaborei uma lista com os principais comandos do AutoCAD para que você possa imprimir e colar do lado do seu computador para nunca mais esquecê-los.

  • A (Arc) – Desenha um arco.
  • B (Block) – Cria um bloco.
  • BR (Break) – Quebra a linha, polilinha, círculo ou arco no local selecionado.
  • C (Circle) – Desenha um círculo.
  • CO (Copy) – Copia um elemento para outro local no mesmo desenho.
  • DI (Dist) – Mede a distância entre dois pontos.
  • E (Erase) – Apaga um elemento.
  • EX (Extend) – Extende uma elemento de linha, polilinha ou arco.
  • F (Fillet) – Faz a concordância entre duas tangentes inserindo um raio ou apenas unindo-as.
  • H (Hatch) – Insere uma hachura.
  • I (Insert) – Insere um bloco ao desenho.
  • ID (ID Pont) – Mostra as coordenadas do ponto clicado.
  • L (Line) – Desenha uma linha.
  • LI (List) – Retorna uma lista das características do elemento selecionado.
  • M (Move) – Move um elemento de um ponto a outro no desenho.
  • MA (Match Properties) – Copia as propriedades de um objeto para outro objeto.
  • MI (Mirror) – Espelha um elemento.
  • MT (MText) – Desenha um texto do tipo Multiple Text.
  • O (Offset) – Desenha uma linha, polilinha, arco, círculos ou splines paralelo ao elemento selecionado, mediante uma distância.
  • OP (Options) – Abre a caixa de opções.
  • PE (Pedit) – Edita uma polilinha.
  • PL (Polyline) – Desenha uma polilinha.
  • PO (Point) – Desenha um ponto.
  • PU (Purge) – Limpa o arquivo de elementos vazios e desnecessários.
  • RE (Regen) – Regenera a tela evitando enquadramento de círculos e arcos.
  • REC (Rectangle) – Desenha um retângulo.
  • RO (Rotate) – Rotaciona um objeto de acordo com o ângulo escolhido.
  • S (Strech) – Estica um elemento.
  • SC (Scale) – Escala o desenho selecionado.
  • SPL (Spline) – Desenha uma spline.
  • T (Text) – Desenha um texto do tipo Single Text.
  • TR (Trim) – Apara um elemento de linha, polilinha, círculo ou arco.
  • X (Explode) – Explode um elemento trazendo a tona seus subelementos.
  • F2 – Abre/Esconde a barra de comandos.
  • F3 – Liga/Desliga o OSNAP.
  • F8 – Liga/Desliga o Ortho.

2. Não usar o botão direito do mouse para repetir o último comando

Essa é uma falha grave no mundo dos desenhistas e cadistas uma vez que o botão direito pode ser usado para repetir o último comando tornando a produtividade muito maior. Ao repetir o último comando de forma mais prática, o seu trabalho não torna tão cansativo e você economiza energia, pois precisará de menos cliques para se chegar ao resultado. Para fazer essa configuração você deve ir à janela de opções (Comando OP) e na aba “User Preferences” clicar no botão “Right-click Customizations…”. Lá você irá colocar a opção “Turn on time-sensitive right-click”. Em “Longer click duration”, deixe 250. Na parte Edit Mode deixe habilitado “Shortcut Menu” e confirme com OK em todas as janelas.

Right Click Customization do AutoCAD

Essa configuração irá fazer com que o botão direito ao ser clicado de forma rápida, sempre repita o último comando executado e ao ser clicado com um click mais demorado, ele abrirá um menu. E se ainda você selecionar um objeto e clicar com o botão direito, abre-se um menu daquele objeto que foi selecionado. Não é legal? Experimente fazer assim e verá como seu trabalho poderá render muito mais.

3. Ignorar ou desconhecer o “Model Viewports”

Model Viewport
Model Viewport

O model viewports está relacionado com a divisão da tela por meio de viewports diretamente no model. Não saber utilizar esta função provoca uma falta de produtividade grande dependendo do projeto que se esteja trabalhando. Um bom exemplo é o caso de se trabalhar com uma planta de arquitetura e um corte no mesmo desenho. Você pode dividir a tela no meio para que de um lado se tenha a planta e do outro um corte específico. Dentro desse contexto há várias formas de dividir a tela para se adequar a cada situação. Na aba View do Ribbon, escolha “Viewport Configuration”. Lá você irá encontrar os vários tipos de divisão que se pode usar. Mãos a obra!

4. Trabalhar com pranchas no Model.

Layout no model
Layout no model

Uma prática muito comum que causa um baixo nível de produtividade é desenhar toda a prancha no Model. Desde a versão do AutoCAD 2000 foi desenvolvido um conceito totalmente novo de se desenhar as pranchas para impressão. A aba Layout permite que nesse ambiente seja elaborada os traços das pranchas, como bordas, área útil, carimbo e informações adicionais de forma que o desenho se adeque a qualquer escala sem que seja preciso escalar o projeto todo antes de imprimir. Hoje, nas versões atuais, isso está bem mais avançado, com ferramentas que te dão muitas opções de plotagem. Porém, ainda assim, existem muitos trabalhos que são feitos em model dificultando a plotagem e atrasando o tempo de vários colaboradores envolvidos naquele projeto.

5. Não separar os objetos em layers.

AutoCAD Layers
AutoCAD Layers

A função dos layers é exatamente deixar o desenho mais organizado. E quando se fala de organização de dados, não se pode pensar em outra coisa a não ser produtividade. Quem não separa por layers os diversos tipos de assuntos do desenho, perde tempo ao editar propriedades como cor, tamanho do texto e estilo de linhas, além de ter dificuldades para selecionar elementos desejados. Quem é cadista profissional e experiente vai ficar de cabelo em pé ao ver um desenho totalmente feito em apenas um layer e vai querer morrer só de pensar que teria que separar tudo para que pudesse dar continuidade ao trabalho. Isso pode te fazer perder dinheiro e credibilidade.


Pensando nisso, listei logo abaixo os 5 principais erros que desenhistas e cadistas cometem pecando na produção e não aproveitando o seu mais precioso valor: o tempo.

E você? Conhece mais algum erro que pode te fazer ser menos produtivo? Poste nos comentários e compartilhe em suas redes sociais. Vamos tornar esse mercado melhor a cada dia.

Sobre Lecius Prado

Engenheiro Civil, especialista em BIM para Infraestrutura, Tecnólogo em Agrimensura, Tecnólogo em Estradas. Projetista de estradas há mais de 13 anos trabalhando em projetos executivos para DER-SP, ARTESP, DNIT, AGETOP. Dentre grandes projetos, destaca-se o canal de transposição do Rio São Francisco. Certificação Autodesk para AutoCAD 2015 e AutoCAD Civil 3D 2012 a 2017. Sócio-idealizador da Tecnobim, empresa que busca constantemente novas tecnologias voltadas para o desenvolvimento de projetos no ramo da infraestrutura viária.

Deixe um comentário

avatar
  Assinar  
Notificar de